Não quero amar sozinha. Não mais.

30 abril

Amar sozinhaPor que será que quando falam seu nome ainda sinto uma dor inundar meu peito? Eu não quero, mas não consigo colocar ninguém acima de você. Eu sinto você em mim como se fôssemos apenas um, e logo após choro vendo nossas fotos ao som da nossa música: Never be Alone

Já fiz de tudo para esquecer; já fiz de tudo para parar de te amar; já fiz de tudo para te odiar. Mas não tem jeito, eu te odeio, eu te amo. E mesmo você pisando em mim continuo te amando e odiando.

Você me dá esperanças, por quê? Por que me dá esperanças que um dia eu e você sera: "nós"? Não prometa aquilo que você não pode, ou pelo menos não quer, cumprir. Esse texto é só para dizer que eu não vou estar aqui amanhã, não para você, porque se eu não seguir em frente, vou me odiar. E entre eu e você, prefiro que o meu EU viva e o seu morra em mim.

Eu não queria escrever esse texto para você porque não quero que pense que ainda me importo, mas eu só não me importo como preciso de você. Faço de tudo para não lembrar, mas me pego pensando no futuro, do qual você poderia participar, mas preferiu ficar de fora.

De todos os meus sentimentos, esse é o mais difícil de suportar. Uma mistura de confusão, indecisão e amor, é assim que você me deixa: confusa, indecisa e apaixonada. Mas eu não quero mais me sentir assim por um sentimento que não é recíproco. Não quero amar sozinha. Não mais.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Belas palavras. Dolorosas, porém belas! <3
    http://www.escritoselivros.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.