Racismo velado no Brasil- tema redação dissertativa argumentativa

18 outubro

redacao racismo velado no Brasil
Por mais que pareça muito tempo, a abolição da escravatura no Brasil fez 130 anos em 2018, ou seja, existem indivíduos que tiveram pais e avós escravizados, libertos e jogados na sociedade sem nenhuma política para integrá-los na sociedade como cidadãos e não ex-escravos.

O racismo existe claramente no Brasil, porém se tornou tão costumeiro, "velado". Os padrões de beleza, por exemplo, são uma fonte de preconceitos, quando as pessoas dizem "cabelo ruim" querendo se referir à um cabelo crespo que é comum a negros e afrodescendente; assim como termos presentes no vocábulo português, como denegrir, que é usado negativamente e significa tornar algo negro.

O mais triste quando se fala de racismo velado é saber que todo brasileiro é racista, mesmo inconscientemente. As crianças crescem vendo uma novela em que pessoas negras são empregadas, marginalizadas, sem estudo e educação; vendo chacinas de negros nos jornais por puro racismo, como disse um jovem cantor negro em uma de suas músicas, "a cada 23 minutos morre um jovem negro", isso no Brasil em 2018.

 Portanto, o racismo é mais do que agredir física ou verbalmente uma pessoa negra, é também julgar ou olhar torto, no silêncio. A mancha desumana na história do Brasil é muito recente e o país a carregará para sempre, mas é necessário questionar sobre como é visto um negro no cotidiano da sociedade atual, sobre padrões de beleza que excluem os negros, e até termos preconceituosos. O racismo só acabará, se é que isso um dia será possível, quando os brasileiros lutarem por direitos iguais na prática, quando se questionarem e defenderem uns aos outros.

You Might Also Like

0 comentários

Tecnologia do Blogger.