Os padrões de beleza impostos aos nossos cabelos

26 dezembro

Por que passamos a nossa vida inteira odiando nossos cabelos, ou comprando milhares de produtos para que eles fiquem parecidos com os da fulana modelo da Pantene? Por que nós nunca estamos satisfeitas com o cabelo que nós temos, naturais, armados, com frizz e até ressecados ou oleosos? Passamos a vida desejando ter outro cabelo e infelizes com os mesmos.
cabelos naturais
A Bruna Vieira é uma inspiração para mim!
A verdade é que essa busca pelos cabelos perfeitos é doentia, e chega a ser louca. Nascemos com um cabelo, e independentemente do que te digam ou do que a indústria da estética venda, ele é lindo, ele é nosso; é cruel passar horas e horas colocando várias químicas agressivas em nossos queridos fios, porque além de estragá-los cada vez mais, acabamos lentamente com a nossa saúde, nos sujeitando a possibilidade de desenvolver várias doenças, como o câncer, por exemplo. 

Vou dar o exemplo da progressiva, que é muito comum atualmente e extremamente tóxica. A progressiva possui o famoso formol, e por mais que sua cabeleireira diga o contrario, toda progressiva que alisar seu cabelo, infelizmente possuirá formol. Essa substância é responsável por tamanho desconforto (olhos lacrimejando, irritação no couro cabeludo, queimaduras e até queda capilar); mas o formol não causa somente problemas estéticos, a inalação do formol pode causar câncer no aparelho respiratório, debilidade da visão e até aumento do fígado. (leia aqui).

A ANVISA permite apenas 0,2% de formol no produto, para "garantir" a segurança dos cabeleireiros e clientes, mas de acordo com um teste feito pela Minha saúde, de 12 famosas marcas, apenas duas respeitam esse limite. Preocupante, não? Já estamos sujeitos ao câncer naturalmente, por que ficar tão perto dele assim?

Eu entendo a necessidade de se encaixar dentro dos padrões de beleza atuais, já alisei meu cabelo algumas vezes; mas o importante é nós acordarmos para a realidade e enxergar a beleza na mudança e em quem somos de verdade.

 A dificuldade de verdade é porque muitas das vezes achamos que é aquele cabelo que nos faz feliz, que não alisamos simplesmente por estética, e sim porque gostamos, eu acreditava nisso e sinceramente não acredito mais hoje; acredito e defendo a sua liberdade de ter e usar o cabelo que quiser, mas não acredito que você o use só porque ache bonito.

Na minha concepção atual, alisamos o cabelo porque fomos ensinadas que cabelos bonitos são lisos; crescemos vendo comerciais da TV com cabelos impecavelmente lisos e sem frizz, e mesmo hoje com comerciais de cabelo cacheados e afros, nunca vemos um comercial de um cabelo de verdade, que acabou de acordar, os cabelos são sempre perfeitos e nos induzem a achar que os nossos tem que ser também.

 Vocês acham mesmo que a Marina Ruy Barbosa acorda com aquele cabelo de propaganda dela? Eu tenho certeza que não, e está tudo bem nisso. Ela é humana, assim como nós.

Vou dar um outro exemplo bem mais simples e igualmente perigoso: o famoso shampoo. Sabia que na composição do shampoo está os famosos parabenos que várias pesquisas e fontes já o relacionaram com o câncer? Pergunto-me quem foi o gênio que teve a brilhante ideia de colocar uma substância altamente tóxica para colocarmos no maior tecido do nosso corpo: a pele. 
Não uso shampoo há mais de seis meses, e me sinto ótima; claro que teve um processo de transição, há muito tempo venho diminuindo a quantidade de produtos que coloco no meu cabelo, e hoje em dia uso apenas shampoo natural. Meu cabelo não esta oleoso e nem ressecado, esta normal! Um verdadeiro milagre!Ele sempre ficava oleoso, ou muito ressecado. 

Para ser sincera, precisamos praticar cada dia mais o amor próprio com nossos fios, parar de exigir que eles sejam modelos de Dubai e deixá-los livres para serem do jeito que quiserem.É libertador, sério. Chega de várias receitinhas novas da internet que nós sempre testamos achando que nosso cabelo finalmente será do jeito que queremos, e nunca acontece nada. Chega de se preocupar em como seu cabelo está toda hora; chega de químicas; de olho ardendo; chega de padrões! Deixa seu cabelito ser feliz, e eu prometo que você será junto com ele.

Aceitar meu cabelo me fez trabalhar o meu amor próprio, a minha confiança, meus preconceitos e até meu estilo. Promete pra mim que você vai ao menos tentar? Tentar se livrar de preceitos e de regras, e ser você, do seu jeitinho único. 

You Might Also Like

2 comentários

  1. A Bruna também é uma grande inspiração pra mim! Acompanhei o processo de transição dela e ver o quanto estava adorando o resultado me ajudou bastante na aceitação do meu cabelo!
    Adorei a sua postagem! Feliz 2020 :)

    http://primaveraagridoce.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ela é incrivel! Que bom que gostou, fique a vontade por aqui!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.